Prefeito Aurélio Sá assina convenio do programa Internet para Todos em Brasília

Oceane Deschanel
Março 13, 2018

Fávaro informou que 105 municípios do estado estão aptos a assinar o termo de adesão com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Campo Grande será uma das três capitais a aderirem ao programa, as outras são Belo Horizonte (MG) e Cuiabá (MT).

Nesta segunda-feira (12), será assinado o termo de adesão, em Brasília. "É uma grande oportunidade para o nosso estado, que é destaque mundial na produção agrícola, mas ainda precisa avançar muito na área de tecnologia da informação e comunicação".

Os custos da instalação das antenas ficarão à cargo do governo federal, e os municípios ficarão encarregados de manter a segurança da área próxima a antena e arcar com os custos de manutenção e energia elétrica, além de definirem o local em que a antena será instalada. O número de municípios habilitados pode ser acrescido em mais de 330 já que 2.593 municípios manifestaram interesse em participar do programa. "Em pouco tempo, vamos dotar o Brasil de conectividade, o que vai ajudar as cidades a melhorar a qualidade de vida de seus cidadãos e também os serviços prestados aos brasileiros", disse Kassab. Nestes municípios estão cerca de 30 mil localidades que o governo espera ver atendidas. A conexão será feita por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), que recebeu R$ 3 bilhões em investimentos. Um programa também de inclusão social, de justiça social.

O termo de adesão define a infraestrutura básica e as condições para a participação dos municípios no Internet para Todos.

Dracena e Diogo Barbosa treinam com bola; Palmeiras deve ter reservas
Quem trabalhou sob o comando de Roger Machado ensaiou finalizações e depois fez um exercício em campo reduzido. Também existe a possibilidade de Roger preservar Antônio Carlos, Lucas Lima e Borja, que estão pendurados.

Os municípios beneficiados nesta primeira fase do Internet para Todos começarão a receber as antenas em maio, e a expectativa é que sejam instaladas 200 antenas por dia. "Em órbita desde maio de 2017, o equipamento tem vida útil de 18 anos". A operação será feita pela empresa Viasat, dos Estados Unidos, que foi contratada pela Telebras.

Ainda segundo a prefeitura, será responsabilidade das prefeituras indicar as localidades a receberem antenas para a distribuição do sinal de internet.

É importante ressaltar que o programa Internet para Todos não vai oferecer conexão gratuita para os moradores dessas localidades, e sim ofertar conexão a preços reduzidos.

Além dos convênios com as prefeituras, o ministro Kassab destacou que MCTIC já firmou parcerias com o Ministério da Defesa, para "garantir o monitoramento de 100% das fronteiras brasileiras"; com o Ministério da Educação, para levar banda larga para todas as escolas públicas do País, sendo que 7 mil serão contempladas no ano 2018 e com o Ministério da Saúde, para implantar Internet em hospitais e postos de saúde públicos.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL