Morre o físico inglês Stephen Hanking aos 76 anos

Patrice Gainsbourg
Março 14, 2018

O físico Stephen Hawking morreu na noite da última terça-feira (13) aos 76 anos de idade.

Diagnosticado aos 21 anos, em 1963, com ELA (esclerose lateral amiotrófica), uma doença neurodegenerativa que normalmente leva à morte em poucos anos, Hawking, a princípio, ouviu dos médicos que não lhe restava muito tempo de vida. Na obra, Hawking procurou divulgar ao grande público questões fundamentais sobre o nascimento e a morte do Universo.

Era doutor em cosmologia e professor de matemática na Universidade de Cambridge.

Mas se um dia a humanidade deixar de existir? simples, o conhecimento não morre, homens como Stephen Hawking são produzidos pelo próprio Universo para que ele mesmo se entenda e se descubra. Suas principais áreas de especialidade são cosmologia teórica e gravidade quântica. O seu trabalho na área da relatividade e dos buracos negros destaca-se no seu vasto percurso enquanto cientista, deixando um legado inigualável para a ciência.

Morre Bebeto de Freitas, técnico da Geração de Prata
A assessoria de imprensa do clube mineiro confirmou a morte do seu dirigente na tarde desta terça. Ele tinha 68 anos e chegou a receber atendimento médico ainda no Centro de Treinamento do Galo.

Hawking também é autor de 14 livros, entre eles "O universo em uma casca de noz" e "Uma nova história do tempo". Mas seu casamento com Jane Wilde, em 1965, a despeito da progressão dos sintomas, serviu como força motriz para seguir trabalhando.

Utilizando as duas teorias, em 1974, Hawking teorizou que, por causa dos efeitos quânticos, os buracos negros não são totalmente "negros", mas deveriam emitir um tipo de radiação, contradizendo a ideia de que nada poderia escapar desses corpos celestes. Durante anos, Stephen Hawking contou com a ajuda da tecnologia para se comunicar, usando computadores que reconheciam expressões faciais e até movimentos oculares para conseguir transmitir seus pensamentos em forma de voz robótica. Isso quer dizer que, com o tempo (medido em trilhões de anos), eles evaporam completamente e somem sem deixar vestígios. Hawking se tornou tão popular que fez uma ponta, como ele mesmo, na série de TV "Jornada nas Estrelas: A Nova Geração", em 1993, e uma gravação sua (com voz de sintetizador) foi parar numa música da banda Pink Floyd, no ano seguinte.

Ele tem três filhos. Hawking voltou a se casar em 1995, com sua enfermeira Elaine Mason, mas o segundo enlace terminou em 2006, com acusações (jamais confirmadas) de que a mulher o agredia.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL