Rompimento de mineroduto da Anglo American polui manancial em Minas Gerais

Patrice Gainsbourg
Março 14, 2018

Segundo informações da Semad, a Anglo American está monitorando a qualidade da água superficial em 10 pontos no ribeirão Santo Antônio, até o rio Casca, abaixo do ponto de captação da Copasa.

Trezentas toneladas de uma mistura de minério de ferro e água vazaram ontem pela manhã no município de Santo Antônio do Grama.

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad), não há registro de vítimas ou desalojados.

O minério é transportado da mina e da usina de beneficiamento, em Conceição do Mato Dentro e Alvorada de Minas (MG), até o porto, em São João da Barra (RJ), ao longo de um mineroduto de 529 quilômetros, que atravessa 33 municípios mineiros e fluminenses.

Já me aconteceu ter medo de sair de casa por sentir vergonha...
André Gomes disse ainda que os amigos lhe dizem que o problema está na cabeça dele: "dizem-me que vou sempre com a travão na mão. O jogador fez 72 partidas, com apenas três gols marcados, todos na temporada 2016/17, e somente quatro assistências.

Por se tratar de um empreendimento que envolve mais de um estado, o licenciamento ambiental da estrutura foi feito pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) e tem validade até 2021.

Equipes da Copasa e do Núcleo de Emergência Ambiental (NEA) da Semad já estão a caminho do local para averiguar a situação e determinar medidas ambientais cabívei.

Apesar de ressaltar que o material não é considerado perigoso, de acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a empresa afirmou que "está dedicando todos os seus esforços para evitar que o fato cause impacto às populações vizinhas".

Seguindo o protocolo de praxe entre os órgãos ambientais estaduais e federais do país, caberá à empresa criminosa, no caso a Anglo American, a contratação direta da empresa que fará análises sobre os impactos do seu próprio crime. Porém, o instituto afirma que a suspenção da licença não é cogitada. Equipes técnicas da Anglo American foram enviadas à unidade para apoio às equipes locais. De acordo com a empresa, a polpa é composta por 70% de minério de ferro e 30% de água, injetada no duto para permitir o escoamento do minério. O acidente aconteceu na última segunda-feira (12), na zona rural do município e atingiu o ribeirão Santo Antônio, tornando-o marrom e interrompendo o abastecimento de água na cidade. Também foi solicitado à Copasa a interrupção do abastecimento. A empresa informou que está providenciando nove caminhões-pipa e também água mineral para abastecer a população. "Manteremos a sociedade permanentemente informada sobre a evolução dos fatos", acrescenta a nota. Eles serão abastecidos na Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio Casca e estarão disponíveis para a população no início desta noite. "A produção de minério de ferro foi interrompida, pois o mais importante agora é garantir o abastecimento de água às comunidades próximas ao incidente", continua o presidente da empresa no Brasil. A concessionária alertou ainda que o consumo de água deve ser "consciente", já que o abastecimento por caminhões é emergencial.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL