"Aborrece-me ver o valor que se dá aos estrangeiros" — Cristiano Ronaldo

Vincent De Villiers
Março 20, 2018

O goleiro Rui Patrício foi o segundo, com 18% e Bernardo Silva, Manchester City, com 17%.

O avançado do Real Madrid venceu o campeonato espanhol, a Liga dos Campeões, prova da qual foi melhor marcador, e o Mundial de clubes. Sempre o mesmo discurso mas é a realidade. Ganhei minha quinta Bola de Ouro e o segundo troféu da Fifa - comemorou o craque. Agradeço à minha família, aos meus quatro filhos...

A seleção nacional de futebol foi a grande vencedora na categoria Equipa do Ano na Gala Quinas de Ouro, organizada pela Federação Portuguesa de Futebol, em parceria com a Associação Nacional dos Treinadores de Futebol (ANTF) e o Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), realizada no Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa. É muito bonito todos falarem sobre patriotismo, mas me aborrece ver o valor que damos aos estrangeiros, sem ver que o português também está no meio. Ronaldo não se esqueceu dos dois companheiros: "Este prémio também é deles e de todos os companheiros da seleção". Vejo muitos a falar mas poucos a fazer.

Temer abre Fórum Mundial da Água com presença de poucas autoridades
O encontro teve início no domingo (18), e a previsão é de que cerca de 45 mil pessoas passem por Brasília até sexta (23).

Ronaldo falou, também, da conquista do Europeu de futsal: "No jogo da final, eu tinha disputado uma partida no Bernabéu e até marquei um golo. Acredito sempre que sou o melhor, não há um melhor do que eu, podem dizer o que quiserem", completou. E eu digo sempre: não há melhor do que eu e mostro isso dentro do campo.

Em 2017, Ronaldo marcou 53 golos em 59 jogos.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL