Anitta diz ter confundido 'hanseníase' e 'ranço' na TV e pede desculpas

Rebecca Barbier
Abril 14, 2018

Na terça-feira (9), durante o seu programa na Multishow, o Anitta Entrou no Grupo, a cantora fez um comentário que rendeu muitas críticas. "Para esse programa, eu só convido gente que eu amo, não convido gente hanseníase". "Só convido gente que eu amo, não convido gente com hanseníase". "Além disso, reforçar que hanseníase é coisa séria e atinge muitas pessoas pelo mundo", disse.

A hanseníase é uma doença infecciosa grave causada pelo bacilo Mycobacterium leprae. O nome lepra tem sido evitado devido ao estigma do passado de uma doença deformante, contagiosa e incurável.

PF deflagra operação contra fraudes em previdências municipais
Só podem entrar funcionários, jornalistas, policiais e pessoas que tenham algum procedimento marcado com a PF. A solicitação foi feita pela senadora Vanessa Grazziotin (AM), líder do PC do B no Senado.

“O Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas Pela Hanseníase (Morhan) e as pessoas e entidades abaixo assinadas exigem retratação da cantora Anitta.”. Através de um post em sua conta no Instagram, a funkeira se desculpou e disse que confundiu a doença. Eu me expressei mal e posso ter ofendido alguém. "Gostaria de pedir desulpas por isso e me retratar aqui". "Caso você queira apoiar, assim como eu, as pessoas com hanseníase, vou deixar aqui uma sugestão de link, tá?", escreveu, compartilhando a página do Cadastro de Voluntários Remob, rede de voluntários do Morhan.

Em seu pedido de desculpas, ela aproveitou para chamar atenção à doença, que possui 35 mil novos casos diagnosticados anualmente no Brasil _índice que coloca o país como líder mundial no ranking. Então, vamos lá: hanseníase tem cura e o diagnóstico e o tratamento estão disponíveis gratuitamente no SUS. O principal sintoma é a mancha esbranquiçada, avermelhada ou amarronzada, em qualquer parte do corpo, com perda ou alteração de sensibilidade térmica (ao calor e ao frio), ao tato e à dor. Somente unidos podemos superar o machismo, o racismo, a homofobia e o preconceito contra pessoas atingidas pela hanseníase.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL