Temer garante que não fechará fronteira do Brasil com Venezuela

Oceane Deschanel
Abril 14, 2018

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, rechaçou enfaticamente a proposta de fechamento da fronteira do Brasil com a Venezuela solicitada pelo governo de Roraima.

"Mas fechar a fronteira a esta altura, depois de quase dois anos de crise?". Isto porque, segundo a legislação brasileira, são refugiados apenas aquelas pessoas que têm que sair de seu país de origem devido à perseguição política ou religiosa.

"Aliás, nada de efetivo foi implementado até o momento, mesmo após a MP, a não ser a transferência de apenas e tão somente 266 venezuelanos para os Estados de São Paulo e Mato Grosso, o que representa um fato ínfimo, considerando os mais de 50 mil que, muitos deles, perambulam pelas praças da capital Boa Vista", afirma trecho do documento.

"Urge que a União [Governo central brasileiro] tome uma postura mais efetiva em relação à questão migratória no nosso estado de Roraima", acrescentou. "[Com isso] São gerados problemas graves na segurança, com aumento da criminalidade, do tráfico de drogas e de armas", disse a governadora, apontando ainda impactos negativos para a rede pública de saúde.

Gringo atropelado no RJ era procurado pela polícia por pedofilia
A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro afirmou que o estado de saúde dele é grave e Gott segue em coma. No Brasil há 20 anos, morava em Copacabana e dava aulas de inglês como professor freelancer.

Na semana passada, o governo federal iniciou o processo de distribuição de imigrantes venezuelanos concentrados em Roraima por outras unidades da federação. "O atendimento aos venezuelanos nos nossos hospitais aumentou mais de 3 mil por cento". É desproporcional o quantitativo que chega, comparado com o nosso número de habitantes e com as ações do governo federal. À imprensa, ele afirmou que "o Brasil não fecharia as fronteiras, e espero que o Supremo venha a decidir dessa maneira". "Eu creio que esse pleito não sei se ele tem, com a devida vênia, muita significação", disse o presidente.

O país vizinho passa por uma severa crise política, econômica e social e o Brasil tem sido um dos principais destinos de quem deixa a Venezuela em busca de melhores condições de vida. "Tempos atrás até tentamos mandar alimentos e remédios para lá e foi negado pelo governo da Venezuela".

Indagado por jornalistas se concordava com a ação do fechamento da fronteira, Nunes afirmou: "Esta é uma ideia...tenha santa paciência". "Estamos fazendo muito e vamos fazer tudo o que for necessário".

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL