Trump promete decisões importantes sobre a Síria em 24/48 horas

Patrice Gainsbourg
Abril 14, 2018

Trump condenou o que classificou como um "odioso ataque a inocentes" sírios em Duma, no início de sua reunião de gabinete na Casa Branca.

Legisladores do Capitólio (sede do Congresso norte-americano) afirmaram que não irão votar uma autorização para um eventual ataque militar de retaliação dos Estados Unidos contra a Síria, evitando desta forma um debate antigo e complexo sobre qual deve ser o papel desempenhado pelo Congresso na política externa norte-americana, segundo noticiou hoje o jornal The Wall Street Journal.

Mattis também acusou a Rússia de ser conivente com a retenção de armas químicas por parte da Síria, apesar de um acordo de 2013, mediado por Moscou, que exigia que o país abandonasse o arsenal.

"Temos muitas opções, em termos militares, e divulgaremos em breve (a escolhida), provavelmente depois de agir", disse Trump aos jornalistas ao se reunir na Casa Branca com funcionários de alta patente do Pentágono para falar sobre a Síria.

Fátima e Túlio trocam declarações no Dia do Beijo
De acordo com as fontes do colunista, a ex-mulher de William Bonner deve faturar um valor entre R$ 3,5 milhões a R$ 5 milhões. Fátima Bernardes e o namorado, o advogado Túlio Gadêlha , usaram as redes sociais para celebrar o Dia do Beijo.

"Trabalhando com nossos aliados e parceiros da Otan ao Catar e outros, vamos considerar a situação ... e neste momento eu não descarto nada", acrescentou.

Jim Mattis realçou, no entanto, que os Estados Unidos "ainda estão a avaliar" as informações relacionadas com o ataque realizado no sábado passado, informações essas que serão importantes para apurar a responsabilidade do regime do Presidente sírio, Bashar al-Assad.

Já o porta-voz do governo alemão, Steffen Seibert, indicou em um comunicado que na conversa por telefone a chanceler condenou os novos ataques com gás na cidade síria de Duma.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL