Dono dos refrigerantes Dolly é preso em São Paulo

Oceane Deschanel
Mai 10, 2018

O dono da empresa de refrigerantes Dolly, Laerte Codonho, foi preso na manhã desta quinta-feira (10) em sua casa na Granja Viana, região de Cotia, na Grande São Paulo. O empresário é acusado de fraudar mais de R$ 4 bilhões e deve responder também pelos crimes de fraude fiscal estruturada, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

O portal informa que o empresário teve prisão temporária decretada e deve ser levado ao 77º Distrito Policial.

As investigações apontam que Codonho demitiu funcionários e em seguida os contratou em outra empresa com o objetivo de fraudar o INSS.

Câmara instala comissão para analisar PEC sobre extinção do foro
Além deles, mais de 16 mil autoridades nas três esferas têm o foro garantido por determinações das constituições estaduais. O foro por prerrogativa de função não é um privilégio da pessoa, mas do cargo que ela ocupa.

Dois helicópteros foram apreendidos em São Bernardo do Campo, e pelo menos um carro de luxo, em Cotia.

Além do dono da empresa, o ex-contador dele e o ex-gerente financeiro da empresa foram presos e levados ao DP. A operação envolve o Gedec (grupo especial do Ministério Público paulista para combate à formação de cartel e lavagem de dinheiro), a Procuradoria-Geral do Estado e a Polícia Militar.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL