Ministério do Trabalho bloqueia R$ 654 mil de seguro-desemprego no Amazonas

Oceane Deschanel
Mai 10, 2018

Com quase 62 mil requerimentos bloqueados nesse período, o Antifraude chega perto de R$ 313,7 milhões em fraudes bloqueadas em todo o Brasil.

Golpistas e fraudadores do seguro-desemprego enfrentam mais dificuldades para aplicar golpes contra o INSS, pelo menos no que depender do novo sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego, o 'Antifraude', adotado pelo MTB (Ministério do Trabalho) em dezembro de 2016.

A economia total, no montante exato de R$ 965.589.391,00 até agora, inclui a soma de R$ 313.695.406,00 em fraudes já bloqueadas e R$ 651.893.985,00 em ilícitos previstos.

Em todo o Brasil, o sistema já proporcionou uma economia de quase R$ 1 bilhão aos cofres públicos desde sua implementação até abril de 2018.

Um levantamento feito pelo Ministério do Trabalho apontou a existência de fraudes em seguros-desemprego pagos em Rondonópolis, desde dezembro de 2016. Já os casos no Emprego Doméstico quase zeraram desde julho de 2017, enquanto na modalidade Pescador houve 200 casos no mês de fevereiro. Todas as irregularidades, encontradas na modalidade emprego formal, foram bloqueadas.

A maioria dos casos foi registrada em Parnaíba, com 924 fraudes bloqueadas, totalizando um valor de R$ 5,3 milhões.

Aos 86 anos, morre Fábio Koff, ex-presidente do Grêmio
Koff foi presidente do clube do Rio Grande do Sul 1982 e 1983, período em que o clube foi campeão da Libertadores e do Mundial. A direção do Grêmio oficializou há poucas horas atrás, a morte do ex-presidente do clube, Fábio André Koff, com 86 anos.

O secretário-executivo do ministério, Leonardo Arantes, explica que essa solução também inclui funcionalidades e recursos tecnológicos para auxiliar e alavancar as atividades de controle quando há manipulação, análise e tratamento de grandes volumes de dados. A situação resultou em uma operação conjunta do ministério com a Polícia Federal, no fim de abril, que terminou na prisão de um servidor envolvido no pagamento do seguro defeso a pescadores. Há várias formas de fraudar o sistema, como a clonagem de dados de trabalhadores, atuações de agentes públicos ou até mesmo a prática corriqueira na sociedade do "acordo" entre empregado e empregador, para fins de recebimento indevido do seguro-desemprego.

O Maranhão é o líder do ranking de fraudes descobertas, enquanto o Pará ocupa a terceira posição, atrás do estado de São Paulo, que está em segundo.

Fraudes em seguro-desemprego no Estado somaram 33 casos em pouco mais de um ano.

Redução - Os resultados, no entanto, vão além das prisões e dos bloqueios.

Desde a adoção de um sistema antifraude o Ministério do Trabalho conseguiu barrar a liberação de R$ 9,8 milhões em seguros-desemprego no estado do Piauí. "Esses recursos seriam levados por quadrilhas organizadas que, ao longo do tempo, fraudaram e roubaram o dinheiro dos cofres públicos, mas agora elas estão sendo identificadas e interceptadas, com o uso da tecnologia de ponta", afirmou o ministro do Trabalho.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL