Rio tem a cesta básica mais cara do país, em abril

Judith Bessette
Mai 10, 2018

De acordo com o Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas Socioeconômicas (Dieese), somente Goiânia (1,49%), Salvador (0,79%) e Aracaju (0,77%), além da capital amazonense, registraram aumento no preço médio dos 12 itens alimentícios básicos, 16 capitais registraram queda no mês. As mais baratas foram observadas em Salvador (R$ 325,42) e Recife (R$ 333,11).

A cesta básica de Porto Alegre registrou queda de 1,01% em abril de 2018. Em março de 2018, a jornada necessária ficou em 88 horas e 07 minutos.

A variação acumulada em 2018 aponta alta dos preços (3,31%), posto que o valor médio da cesta básica no período chegou a R$ 379,48, mas em 12 meses houve retração no conjunto de itens da Cesta Básica (-5,92%).

Entretanto, em João Pessoa (4,02%), Recife (2,73%) e Fortaleza (2,58%) enquanto houve alta em Goiânia (1,49%), Salvador (0,79%), Aracaju (0,77%) e Manaus (0,66%) foram onde se registrou as maiores quedas.

Dragon Ball FighterZ ganha torneio mensal e modo cooperativo na quarta (9)
O FighterZ Cup trata-se de uma competição mensal em que os jogadores competem para acumular pontos para a sua Z-Union. Já o Party Battle diz respeito a confrontos cooperativos onde 3 jogadores unem forças para defrontar bosses temíveis.

O preço do quilo do arroz aumentou em 12 capitais, entre março e abril, com taxas entre 0,37%, em Fortaleza, e 2,78%, em Brasília.

O preço do óleo de soja diminuiu em 15 capitais, entre março e abril.

Foi a oitava maior redução entre as 20 capitais do país em que a instituição pesquisa a variação no preço da cesta básica. As quedas oscilaram entre -2,07%, em Florianópolis, e -0,27%, em João Pessoa. O valor ficou estável em Goiânia e Manaus e aumentou em Curitiba (0,53%), Recife (1,04%) e Belém (5,41%). Apesar da elevação das exportações de óleo, internamente, a demanda seguiu baixa, o que reduziu os preços no varejo. As quedas oscilaram entre -25,84%, em João Pessoa, e -2,92%, em São Paulo. Em 12 meses, quase todas as cidades acumularam redução nas taxas, que variaram entre -19,33%, em Goiânia, e -1,17%, em Campo Grande. O valor médio do feijão retraiu em média 3,39%, do arroz com 1,75% a menos e da manteiga que caiu 1,43%. Em abril de 2017, a jornada era de 104 horas e 47 minutos.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL