Lula defende Gleisi Hoffmann e reafirma que é candidato

Patrice Gainsbourg
Mai 12, 2018

"Se eu aceitar a ideia de não ser candidato, estarei assumindo que cometi um crime", diz o ex-presidente. É o candidato à Presidência da República pelo Partido dos Trabalhadores e a sua candidatura será registrada no TSE até 15 de agosto, conforme a lei.

O ex-presidente está preso desde o dia 7 de abril na superintendência da PF (Polícia Federal) em Curitiba.

Encarcerado e condenado a mais de doze anos de prisão, numa sentença contestada por juristas do Brasil e do mundo, Lula, em diversos momentos, foi aconselhado a desistir de suas pretensões presidenciais.

Lula disse que tem acompanhado pela imprensa o debate sobre sua candidatura, sobre um plano B do PT e a possibilidade de apoiar um candidato de centro-esquerda, como Ciro Gomes (PDT).

Sei quanto você está sendo atacada.

Rick e Morty por mais Sete Temporadas
Desde então os aficionados pelo seriado não param de se perguntar quando a quarta temporada será exibida. Não foi confirmada ainda quantas temporadas serão lançadas, mas o retorno está previsto para 2019.

Apesar de ser um raro reconhecimento por Gleisi de que Lula pode ficar fora da disputa eleitoral, a declaração reforça que, para o comando do PT, só o próprio Lula pode decidir sobre sua candidatura, em uma aparente tentativa de conter recentes dissonâncias no discurso de integrantes do partido. "Lamentamos o eventual transtorno aos moradores, mas não fomos nós que trouxemos o ex-presidente Lula para cá, por meio de uma prisão arbitrária e sem provas, e não o deixaremos sozinho", informou.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu, por meio de carta, que mídia, juízes e procuradores parem de mentir sobre os crimes que ele teria cometido.

"Os procuradores sabem que eu sou inocente e não cometi crime algum".

O petista diz ainda que seus acusadores "sabem que sou inocente", citando "procuradores, juiz, TRF-4 [Tribunal Regional Federal da 4ª Região]". "O povo também sabe e merece sempre saber a verdade", colocou o líder da esquerda brasileira.

"Para algumas pessoas, que não tem treinamento, que não tem nível, que não tem vida crítica, não conhece o País, outros valores importantes parecem prevalecer sobre o valor maior, que é o nosso País e a sorte do nosso povo", declarou.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL