Israel pede a todos os países que transfiram suas embaixadas a Jerusalém

Patrice Gainsbourg
Mai 13, 2018

A posição da UE é reconhecer Jerusalém como a capital de dois Estados e, portanto, de oposição à medida de Trump.

"A organização terrorista Hamas tem estado a liderar e a organizar distúrbios extremamente violentos" na zona nas últimas semanas, disse o exército, acusando o movimento no poder na Faixa de Gaza de "atuar sob o disfarce de manifestantes para procurar danificar a vedação de segurança e perpetrar ataques terroristas em território israelita". Já o Paraguai fará o mesmo antes do fim do mês, em um evento que também contará com a presença de seu chefe de Estado, Horacio Cartes.

"Portugal não se fará representar na inauguração da embaixada dos EUA em Jerusalém", marcada para segunda-feira, afirmou a fonte do Palácio das Necessidades.

Ainda de acordo com o Hareetz, os EUA convidaram um total de 86 países a estarem presentes, mas só 32 aceitaram. Angola - o único da CPLP a estar presente -, Camarões, Congo, República Democrática do Congo, Costa do Marfim, Etiópia, Quénia, Nigéria, Ruanda, Sudão do Sul, Tanzânia e Zâmbia.

Fabricantes Android obrigados a lançar atualizações de segurança periódicas
A Google passará a cobrar que as fabricantes de dispositivos se comprometam em entregar security patches do Android regularmente. Agora, a Qualcomm estabeleceu uma parceria com o Google para facilitar as coisas.

Por sua vez, da Ásia, vão estar representados Myanmar, Filipinas, Tailândia e Vietname.

O presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou a mudança da embaixada no final do ano, quando reconheceu Jerusalém como a capital de Israel.

Estes reivindicam Jerusalém oriental, ocupado em 1967 e posteriormente anexado por Israel, como a capital de um desejado Estado da Palestina.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL