Escritor Tom Wolfe morre aos 87 anos

Rebecca Barbier
Mai 15, 2018

Wolfe morreu ontem, em Nova York, aos 87 anos, mas a notícia foi divulgada hoje. Foi parte de uma geração que reinventou a forma de narrar histórias dentro de jornais e revistas, junto com Gay Talese, Truman Capote e Norman Mailer. Segundo informou a sua agente literária Lynn Nesbit ao The Guardian, ele estava internado com uma infecção em um hospital de Nova York.

Nascido na Richmond (Virgínia), em 1931, e doutor em estudos americanos pela Universidade de Yale, logo iniciou a carreira de repórter.

Inovador na forma de de escrever e relatar factos, Tom Wolfe "foi um jornalista cuja prosa tecnicolor e exageradamente pontuada deu vida a surfistas californianos, personalizadores de carros, astronautas e caçadores de 'status financeiro' em obras como "The Kandy-Kolored Tangerine-Flake Streamline Baby", "The Right Stuff" e "Bonfire of the Vanities" (editado em Portugal como "A fogueira das vaidades")".

Paolo Guerrero está fora da Copa do Mundo
Nesta segunda, o atacante chegou a tirar fotos com a seleção peruana para divulgação e tirou suas medidas para o terno oficial. Em sua defesa, Guerrero , que só vai voltar à competição em janeiro, tinha alegado que tinha consumido um chá contaminado.

Alguns de seus trabalhos de ficção foram adaptados para o cinema.

Já Os Eleitos ganhou os cinemas antes, em 1983, com Wolfe também envolvido na roteirização.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL