Ministério Público notifica Globo por representação racial em Segundo Sol

Rebecca Barbier
Mai 15, 2018

Mesmo tendo uma boa porção de atores negros em seu quadro, a emissora emitiu no início da semana uma nota afirmando que Taís Araújo foi cogitada para a novela, mas estava com agenda tomada, e Camila Pitanga ainda não se sente pronta para voltar às novelas após a tragédia com Domingos Montagner.

A Rede Globo tem sido alvo de críticas por conta do baixo número de negros presentes no elenco da novela.

"O não espelhamento da sociedade nos programas televisivos gera a perpetuação da exclusão e reafirma estereótipos de limitação de espaços a serem ocupados pela população negra", diz a Notificação Recomendatória enviada por meio da Coordenadoria Nacional de Promoção de Igualdade de Oportunidade e Eliminação da Discriminação no Trabalho.

A Rede Globo respondeu, em nota, que respeita a diversidade e repudia qualquer tipo de preconceito e discriminação, inclusive o racial.

Bruno de Carvalho convocou reunião de emergência em Alvalade
Ao comando da equipa técnica deverão estar o treinador de guarda-redes Nelson Pereira e o treinador da equipa B, Luís Martins .

Ela acrescentou que o objetivo é ainda mais amplo, pois prevê um conjunto de ações, para que a igualdade racial seja respeitada não somente na representatividade da novela, mas em todo o ambiente de trabalho da empresa.

O MPT-RJ, acatando a ação, recomenda à Globo 14 ações, dentre as quais, "assegurar a participação de atores e atrizes negros e negras" e promover a "representação étnico-racial da sociedade brasileira, especialmente em cenários de população predominantemente negra".

De acordo com a socióloga Ângela Guimarães, presidenta da Unegro-Brasil, a ação, que é assinada pelo advogado Egberto Magno, pede na justiça que seja concedida liminar para obrigar a Globo a incorporar negros e negras nos próximos capítulos a serem gravados e que haja atores e atrizes negros em papéis protagonistas, sendo que, "se para implementar essas obrigações for necessária a readequação do roteiro, que sejam adotadas as medidas pela emissora".

Caso a Rede Globo descumpra os pedidos, a empresa será convocada para prestar esclarecimentos e, eventualmente, firmar termo de compromisso de ajustamento de conduta, ou propor ação judicial cabível. Em até 45 dias a Globo deverá apresentar 1 cronograma com as medidas a serem tomadas.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL