Ministério Público notifica Globo por representação racial em Segundo Sol

Rebecca Barbier
Mai 15, 2018

Mesmo tendo uma boa porção de atores negros em seu quadro, a emissora emitiu no início da semana uma nota afirmando que Taís Araújo foi cogitada para a novela, mas estava com agenda tomada, e Camila Pitanga ainda não se sente pronta para voltar às novelas após a tragédia com Domingos Montagner.

A Rede Globo tem sido alvo de críticas por conta do baixo número de negros presentes no elenco da novela.

"O não espelhamento da sociedade nos programas televisivos gera a perpetuação da exclusão e reafirma estereótipos de limitação de espaços a serem ocupados pela população negra", diz a Notificação Recomendatória enviada por meio da Coordenadoria Nacional de Promoção de Igualdade de Oportunidade e Eliminação da Discriminação no Trabalho.

A Rede Globo respondeu, em nota, que respeita a diversidade e repudia qualquer tipo de preconceito e discriminação, inclusive o racial.

Facebook suspende 200 aplicações por uso indevido de dados
O Facebook está em pleno vapor para cumprir as promessas que Mark Zuckerberg fez em seu depoimento ao Senado americano. Isso não quer dizer ainda que tais aplicativos serão banidos para sempre.

Ela acrescentou que o objetivo é ainda mais amplo, pois prevê um conjunto de ações, para que a igualdade racial seja respeitada não somente na representatividade da novela, mas em todo o ambiente de trabalho da empresa.

O MPT-RJ, acatando a ação, recomenda à Globo 14 ações, dentre as quais, "assegurar a participação de atores e atrizes negros e negras" e promover a "representação étnico-racial da sociedade brasileira, especialmente em cenários de população predominantemente negra".

De acordo com a socióloga Ângela Guimarães, presidenta da Unegro-Brasil, a ação, que é assinada pelo advogado Egberto Magno, pede na justiça que seja concedida liminar para obrigar a Globo a incorporar negros e negras nos próximos capítulos a serem gravados e que haja atores e atrizes negros em papéis protagonistas, sendo que, "se para implementar essas obrigações for necessária a readequação do roteiro, que sejam adotadas as medidas pela emissora".

Caso a Rede Globo descumpra os pedidos, a empresa será convocada para prestar esclarecimentos e, eventualmente, firmar termo de compromisso de ajustamento de conduta, ou propor ação judicial cabível. Em até 45 dias a Globo deverá apresentar 1 cronograma com as medidas a serem tomadas.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL