Nasa quer enviar 'helicóptero' para explorar Marte

Eloi Lecerf
Mai 15, 2018

A NASA anunciou uma nova missão para aprender mais sobre o nosso vizinho Marte.

Conhecido simplesmente como "O helicóptero marciano", o dispositivo pesa menos de quatro libras (1,8 kg), e sua seção principal do corpo, ou fuselagem, é aproximadamente do tamanho de uma bola de futebol.

A Mars 2020 está prevista para ser lançada em julho de 2020 com uma chegada à superfície de Marte prevista para fevereiro de 2021.

"A NASA tem uma gloriosa história de descobertas". A NASA pretende usar um helicóptero pela primeira vez noutro planeta.

Nenhuma nação jamais voou em um helicóptero em Marte antes.

O desenvolvimento do helicóptero de Marte começou em 2013, quando a NASA se deu conta de que a visão dos robôs, comparável à de um ser humano de pé, limita a escolha de alvos interessantes a serem estudados. O helicóptero tentará voar através do ar de Marte para ver se os veículos podem mesmo levitar em Marte, onde a atmosfera é 100 vezes mais fina que a da Terra.

As pás de sua hélice giram 10 vezes mais rápido do que o ritmo das de um helicóptero na Terra para ganhar força de elevação na fina atmosfera de Marte, que é de somente 1% daquela do nosso planeta.

Sem Lula, Bolsonaro lidera, seguido por Marina e Ciro — Pesquisa
O presidente Michel Temer (MDB) tem a maior rejeição , com 87,8% dos entrevistas dizendo que não votariam de jeito nenhum nele. Bolsonaro lidera o principal cenário da pesquisa com 19,7% das intenções de voto -só com os 5 principais candidatos.

O helicóptero é equipado com "células solares para carregar as suas baterias de iões de lítio e um mecanismo de aquecimento para o manter aquecido nas frias noites de Marte".

Os controladores da Terra comandarão o helicóptero Mars, projetado para receber e interpretar comandos do solo.

O objetivo é percorrer um plano de testes de 30 dias, que inclui até cinco voos, que irão gradualmente ter mais altura e duração.

Em seu primeiro voo, o helicóptero fará uma breve subida vertical até 3 metros de altitude, onde ficará por cerca de 30 segundos.

O pequeno helicóptero é considerado uma missão de alto risco, por seu ineditismo.

Viagens anteriores para Marte - nove missões com sucesso - analisaram somente a superfície, com registros de vulcões, rochas e montanhas.

"A capacidade de ver claramente o que está por detrás da próxima colina é crucial para os futuros exploradores", destacou um dos responsáveis da agência espacial, Thomas Zurbuchen.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL