Afonso Pena e mais seis vão ganhar autodespacho de bagagens

Oceane Deschanel
Mai 16, 2018

Recife, em Pernambuco, será a primeira cidade a ter o sistema implantado, já no segundo semestre de 2018.

A tecnologia Self Bag Drop ficará disponível no segundo semestre de 2018, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), que informou que a data do início do serviço está em definição. A tecnologia também vai ser implantada nos aeroportos de Congonhas (SP), Santos Dumont (RJ), Curitiba (PR), Belém (PA), Goiânia (GO) e Maceió (AL). Para o diretor de negócios comerciais da Infraero, Marques Martins Rodrigues, ela vai permitir a realização do check-in nos terminais de autoatendimento e o despacho de malas de maneira rápida e fácil, além de melhorar a capacidade de atendimento do aeroporto e das empresas aéreas.

O autodespacho de bagagem é uma solução já adotada em diversos aeroportos do mundo.

Corpo do cineasta Roberto Farias é velado no Rio
O cineasta, produtor e distribuidor Roberto Farias morreu nesta segunda-feira (14), aos 86 anos, no Rio de Janeiro . Diretor, roteirista, produtor e gestor, Roberto Farias foi um dos mais talentosos homens de cinema do Brasil.

A Infraero disse ainda que o autodespacho de bagagens observará as políticas de cada companhia aérea.

O check-in compartilhado reunirá as plataformas de todas as empresas aéreas em um mesmo totem de autoatendimento, o que vai permitir que o passageiro faça seu registro de embarque sem precisar enfrentar filas das companhias. Os passageiros terão a ajuda de funcionários das companhias aéreas, em caso de dúvida no despacho pelo próprio usuário. "Com isso, todo o sistema aeroportuário ganha e a Infraero se consolida como a maior operadora aeroportuária do Brasil", afirma o presidente da empresa, Antônio Claret de Oliveira, em nota. O sistema poderá gerar relatórios sobre o número de viajantes por voo, horário do último embarque, ocupação dos portões de embarque e quantidade de pessoas embarcadas. Os dois serviços fazem parte de um contrato de concessão comercial de 15 anos, firmado entre a Infraero e a Sita, uma multinacional de tecnologias de informação.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL