Curso da AFA "preparatório" ensina argentinos como namorar russas

Patrice Gainsbourg
Mai 16, 2018

A Associação de Futebol da Argentina se meteu numa polêmica nesta terça-feira (15) ao oferecer um curso de "idioma e cultura russa" a jornalistas, treinadores, dirigentes e jogadores que vão à Copa do Mundo.

Dentre as dicas, uma delas afirmava: "Meninas russas, como todas as outras meninas, prestam muita atenção se você é limpo, cheira bem e se está bem vestido".

"Muitos homens, porque as mulheres russas são muito bonitas, somente querem levá-las para a cama".

Além de conselhos, o manual alerta que as "meninas russas não gostam de ser vistas como objetos". Talvez elas queiram mas são querem sentir-se importantes e únicas.

Tríplex atribuído a Lula é arrematado por R$ 2,2 milhões
O imóvel mais famoso dos últimos meses, do Edifício Solaris, no Guarujá , recebe seu primeiro lance em leilão . Gontijo diz, no entanto, que atua principalmente por meio da FCG Comércio, Turismo e Serviços.

"O professor responsável preparou um material para os alunos do curso e, lamentavelmente, no momento da impressão do material, por um erro involuntário, incluiu um texto que jamais foi parte da capacitação", afirma o comunicado assinado pelo diretor do Deparmento de Educação da AFA, Alejandro Taraborelli. "Se não tem confiança em si mesmo, então [o homem] precisa praticar conversando com mais mulheres".

"O conselho é tratar a mulher que à sua frente como alguém de valor", explica a segunda das oito recomendações que encerram aconselhando: "não se preocupe, existem muitas mulheres bonitas na Rússia e nem todas são boas para você".

O Departamento de Educação da Associação Argentina de Futebol relata que, após uma investigação interna conduzida sobre o que aconteceu ontem (terça-feira) no dia da LÃngua e Cultura Russa, concluiu que parte do material entregue foi impresso incorretamente.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL