Líder do Facebook vai prestar contas ao Parlamento Europeu

Patrice Gainsbourg
Mai 16, 2018

O fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, aceitou comparecer ao Parlamento Europeu para responder questões sobre o vazamento de dados de usuários da rede social. "É um passo na direção certa para restaurar a confiança", sublinha o presidente do Parlamento Europeu. O encontro também contará com a presença de líderes do Comitê das Liberdades Civis.

Mas a maior fatia de mensagens apagadas tem a ver com publicidade indesejada ('spam'), responsável por 837 milhões de mensagens.

A vinda de Mark Zuckerberg a Bruxelas era reivindicada há várias semanas por diferentes eurodeputados que querem ouvir explicações do fundador da rede social na sequência do escândalo Cambridge Analytica.

Começa a semana do Enfrentamento ao Abuso e Exploração sexual
Na oportunidade, será discutida a atual situação da violência sexual contra crianças e adolescentes na região do Agreste. No domingo (20), a programação termina com a distribuição de materiais informativos na Feirinha da Avenida JK.

O Facebook confirma que o número de utilizadores que descarregaram a aplicação que terá obtido os dados, a "thisisyourdigitallife", em Portugal rondou os 15.

Zuckerberg afirmou que até ao fim do ano seriam contratados mais 5.000 moderadores para juntar aos cerca de 15 mil que já trabalham na deteção e remoção de "conteúdo ofensivo".

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL