Após agressões, jogadores do Sporting prestam queixa contra torcedores

Vincent De Villiers
Mai 17, 2018

O clube leonino reagiu aos acontecimentos desta tarde, em que um grupo de adeptos invadiu Alcochete e agrediu jogadores e staff técnico da equipa principal. Alguns atletas foram agredidos.

Logo depois, surgem informações de que também Jorge Jesus foi agredido.

- Também por respeito pelos sues colegas e pelo Clube Desportivo das Aves, e por todos os quantos amam e vivem o futebol, sem prejuízo das decisões que cada um tomará, os abaixo-assinados honrarão a sua condição de profissionais, disputando o jogo da final da Taça de Portugal no dia 20 de maio - diz a nota, que tem, entre as assinaturas, as dos brasileiros Wendel e Bruno César.

INVESTIGAÇÃO - Pouco depois da confirmação dos jogadores de que estarão em campo no próximo domingo, o Sporting divulgou um outro comunicado em seu site oficial para confirmar que foram realizadas buscas nas instalações do clube como parte de uma investigação que servirá para apurar os responsáveis pelos atos de violência e para que depois a Justiça possa punir os envolvidos criminalmente.

PF diz que caixa 2 financiou reforma do sítio de Atibaia
Ainda segunda a defesa, o laudo "fez descabidas referências a recursos provenientes de contratos da Petrobras". No caso, o ex-presidente Lula é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Após derrota por 2 a 1 para o Marítimo no último domingo, pela última rodada do Campeonato Português, o Sporting perdeu a segunda colocação para o rival Benfica e acabou ficando de fora da próxima edição da Liga dos Campeões da Europa.

As agressões que os jogadores e a equipa técnica do Sporting foram alvo na terça-feira são tema de destaque em Espanha, com a imprensa desportiva do país a referir-se ao acontecimento como sendo vergonhoso. Além disso, estou orgulhoso pela forma como a minha equipa lidou com esta situação difícil.

"O que se passou aqui é um ato criminoso, a polícia tem cá estado desde o primeiro momento e vamos aguardar para ver quem são (os agressores) e tomar as nossas medidas. Isto não é frustração, é crime público", ressaltou.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL