Família de Valdívia é feita refém por quatro horas em MT

Patrice Gainsbourg
Mai 17, 2018

Um dos ladrões que fez a família do jogador Valdívia, do São Paulo, mantida refém por quatro horas durante um assalto a uma residência na terça-feira (15) em Jaciara, a 142 km de Cuiabá, abandonou o carro roubado ao ser perseguido pela polícia.

O pai do jogador relatou aos policiais que o assalto começou após dois homens armados e encapuzados pularem o muro da casa e rederem a família. Não há a confirmação de quantas pessoas estavam na casa no momento do roubo. A Polícia trabalha com a possibilidade de crime premeditado. Por outro lado, ninguém foi ferido durante o crime.

Pascoal: Palmeiras pode ter apenas dois titulares contra o Junior Barranquilla
A última partida do Palmeiras na fase de grupos da Copa Libertadores marca o início de uma sequência da equipe no Allianz Parque . Para não correr o risco de ter jogadores lesionados, Roger Machado pode aproveitar o fato para dar rodagem para alguns atletas.

Natural de Jaciara, Valdívia foi revelado pelo Rondonópolis Esporte Clube e já jogou em equipes importantes do Brasil, como Internacional, Atlético Mineiro e São Paulo. Na sequência mais dois entraram e levaram os dois carros, jóias, televisões, video game, dinheiro, computador, notebook, além de uma arma de fogo.

Em São Paulo, o atacante vem trabalhando com o grupo de Diego Aguirre de olho no próximo confronto pelo Campeonato Brasileiro. No domingo, às 16 horas, o clube faz o clássico com o Santos no Morumbi, pela 6ª rodada. A comissão técnica ainda não se pronunciou, mas é provável que ele seja liberado dos treinos nesta quarta-feira para resolver problemas pessoais.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL