Sporting: Marta Soares vai convocar órgãos sociais para segunda-feira

Vincent De Villiers
Mai 17, 2018

Em declarações à agência Lusa, o presidente demissionário da mesa da Assembleia Geral do Sporting apelou à demissão do presidente do clube.

Todas estas demissões vão no sentido de tentar forçar a saída de Bruno de Carvalho, que ainda hoje em comunicado garantia que não se ia demitir. "Que Bruno de Carvalho siga o nosso exemplo: apresente a demissão", apelou o presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, Jaime Marta Soares.

A TVI 24 noticia que o vogal da direcção leonina Luís Loureiro e os suplentes Rita Matos e Jorge Sanches já manifestaram vontade de se demitir dos respectivos cargos.

Estas iniciativas têm como objectivo colocar pressão no presidente do clube de Alvalade para que este apresente a demissão, afirmou Marta Soares em declarações à SIC Notícias.

Fatboy Slim no NOS Primavera Cidade. Entrada é livre
A organização doNOS Primavera Sound , na conferência de imprensa, anunciou hoje agradáveis surpresas para os festivaleiros. O espetáculo serve de introdução à 7ª edição do NOS Primavera Sound , que decorre entre 7 e 9 de junho no Parque da Cidade.

Depois de terem chegado à conclusão que o CFD "não tem competências estatutárias" para retirar o clube da "situação insustentável em que o mesmo se encontra", Nuno Silvério Marques e os restantes quatro membros decidiram apresentar a demissão. Só o Conselho Fiscal pode apresentar uma proposta de destituição do presidente do clube.

Os subscritores indicam que têm "acompanhado com preocupação os factos ocorridos e que em nada dignificam a história, a imagem e os interesses do Sporting" e que o conselho fiscal não pretende "contribuir para o problema". Os alegados adeptos irromperam pelas instalações do clube e agrediram jogadores e equipa técnica no balneário da equipa principal de futebol.

"Estatutariamente, a resolução passará sempre por uma de três situações: renúncia ao cargo por parte do presidente do Conselho Diretivo, renúncia ao cargo por parte da maioria dos membros do Conselho Diretivo ou convocação de uma Assembleia Geral para a revogação do mandato", lembram.

Na quarta-feira, o Ministério Público confirmou que os detidos são suspeitos de práticas que podem confirmar crimes de sequestro, ameaça agravada, ofensa à integridade física qualificada, e terrorismo, entre outros crimes.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL