Sporting: Polícia faz buscas em Alvalade por suspeitas de corrupção

Vincent De Villiers
Mai 18, 2018

Em causa está o alegado esquema de corrupção no andebol que pode agora alastrar-se a outras modalidades com a compra de árbitros e pagamentos a jogadores, sobretudo no norte do país. Confirmou tudo que tinha dito nos anteriores interrogatórios.

A operação de buscas levada ontem a cabo na SAD do Sporting, em Lisboa, foi "apressada" pelas notícias vindas a público sobre o alegado esquema de suborno de árbitros de andebol.

Os detidos são André Geraldes (diretor do futebol do Sporting), Gonçalo Rodrigues (funcionário do Sporting que suspendeu funções esta terça-feira), Paulo Silva (o denunciante deste esquema) e João Gonçalves (o intermediário).

O CM citava conversas e trocas de mensagens de voz entre empresários, no WhatsApp, e que segundo o jornal "mostram como André Geraldes, hoje diretor de futebol do Sporting, coordenava toda a batota".

"Agressões em Alcochete? Graves e não podemos fazer de conta", avisa Marcelo
O Presidente disse ter-se sentido "vexado" com as agressões a jogadores e equipa técnica dos leões. "Acontecimentos graves que não podemos banalizar ou normalizar", disse.

A Federação de Andebol de Portugal (FAP) anunciou na terça-feira que vai denunciar ao Ministério Público (MP) a alegada corrupção a equipes de arbitragem por parte do Sporting, remetendo ainda o processo para o Conselho de Disciplina (CD).

Em resposta enviada à agência Lusa, a propósito do caso ontem revelado pelo jornal Correio da Manhã (CM), a PGR confirmou a existência de "um inquérito relacionado com a matéria" e dirigido pelo Ministério Público do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) do Porto.

Em comunicado, a PJ adianta que a operação 'Cashball' envolveu 40 elementos da PJ e incluiu uma dezena de buscas domiciliárias e num clube desportivo (Sporting).

Nesta mesma nota, o clube diz tratar-se do "primeiro capítulo de uma campanha, mais uma, que visa exclusivamente denegrir a imagem da instituição Sporting". "Nada tenho a esconder e estou inteiramente disponível para colaborar no apuramento de toda a verdade", escreveu André Geraldes na sua página da rede social Facebook.

Outros relatórios LazerEsportes

Discuta este artigo

SIGA O NOSSO JORNAL